1891

Prefeitura Municipal de Taperoá

Pular para o conteúdo

Novembro Negro em Taperoá tem programação em saúde, educação, cultura e arte afro-brasileiras

Fonte: Diretoria de Cultura
10/11/2021 às 09h55

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Novembro é o mês da consciência negra, um chamado a reflexão do passado, para um presente de construções afirmativas e um futuro mais diverso, igualitário e justo.

A Lei 12.519/11 instituiu oficialmente, 20 de Novembro, o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra no calendário escolar nacional. A origem deriva-se da morte de Zumbi de Palmares, um dos maiores líderes que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista e reconhecimento do legado africano na construção da sociedade brasileira.

Assim, a Prefeitura de Taperoá, através da Diretoria de Cultura e promoção da Igualdade Racial, traz a praça da Bandeira, diversas ações em saúde, cultura, arte e educação, promovendo a visibilidade do nosso povo em toda a sua plenitude de saberes e riquezas do ser.

Programação:

Manifestações artísticas e culturais:

  • Chegança de Mouros
  • Samba de Roda do Lamego e da Graciosa
  • Black Dance
  • Zambiapunga
  • Fanfarra Bamista

 

Serviços:

  • SINE Bahia: Reservista, Carteira de trabalho digital, Carteira de identidade, CredBahia

 

  • Secretaria de saúde: Verificação de pressão arterial; glicemia; Atendimento odontológico, limpeza e orientação da higiene bucal; Orientação sobre a saúde da população negra

 

  • Cadastro dos artesãos

 

 

Feira Novembro Negro:

  • Artesanatos das comunidades quilombolas, centro e zona rural
  • Exposição da literatura afro
  • Temperos e ervas medicinais de Dra. Camila
  • Comidas típicas ancestrais
  • IG do dendê
  • Baianas de acarajé
  • Coletivo das Anas
  • Igreja Nossa Senhora da Ajuda
  • Associação de Mulheres Guerreiras da Baixinha

 

São muitas atrações com o melhor da nossa cidade! Participe!

O negro em sua história no Brasil, tem a marca da exploração, preconceito racial, violência, discriminação e desigualdades sociais que revelam as distinções socioeconômicas e culturais históricas que marcaram as populações negra e parda no país.

O Dia da Consciência Negra nos remete ao protagonismo de quem sempre esteve na construção e identidade de um lugar de povo plural, forte, miscigenado e por isso, consciente de suas origens, força e direitos.

Taperoá – Terra de Todos