1891

Prefeitura Municipal de Taperoá

Pular para o conteúdo

A Secretaria de Agricultura de Taperoá, realizou o Seminário de Crédito Assistido com o Banco do Nordeste.

30/06/2021 às 16h52

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A Secretaria de Agricultura realizou o Seminário de Crédito Assistido com o Banco do Nordeste. O evento que aconteceu no colégio São Brás contou com a participação dos representantes do Banco do Nordeste, Secretários Municipais da Prefeitura de Taperoá, Vereadores (Elineide, Josias, Tiririca, Denis e Dedeu) e Produtores Rurais.

Sendo a região próspera e a terra produtiva, o Seminário abordou oportunidades para aumentar a capacidade produtiva, como soluções financeiras diversificadas, simplificação e racionalização da concessão de crédito, além de programas de desenvolvimento para o mini, pequeno ou grande produtor rural, assim como, o pescador ou o aquicultor.

A Prefeita Kitty Guimarães, esteve no evento e falou sobre a grande expectativa do fortalecimento da parceria com o Banco do Nordeste, que sempre esteve presente quando o assunto é desenvolvimento da nossa cidade e região.

O Secretário Gerval ressaltou a importância da valorização do trabalhador rural e do produto a ser pago sobre o preço justo, agradecendo também o aporte financeiro que se intensifica na região através do Banco do Nordeste.

O Presidente da Câmara de Vereadores, Dedeu, parabenizou a Prefeita por beneficiar o agricultor mesmo em meio a pandemia, em não medir esforços para buscar apoio e investimentos para a região.

O Superintendente Regional do Banco do Nordeste José Gomes salientou que Taperoá se destaca em ser recordista em adimplência no crédito assistido além de ser um território em contínuo crescimento. O Banco disponibiliza diversas linhas de crédito com taxas reduzidas para Agronegócio e Agricultura Familiar instruindo que bons projetos e bom cadastro gera Grandes Negócios.

Foram investidos até maio deste ano R$ 3 milhões na Agricultura Familiar através do CrediAmigo, a previsão é de R$ 3,5 milhões até o primeiro semestre e para o final de 2021 a meta é de R$ 10,5 Dez milhões e meio de reais. O dobro do ano passado.

E tem mais notícia boa, com previsões da produção local sendo ampliadas com o investimento, o peixe produzido em larga escala, será futuramente inserido na cesta básica.

A Gestão não para! É desenvolvimento, foco e fé em um patamar de reconhecimento de uma cidade cuidada, com transparência, dinamismo e constantes ações e investimentos.